Blog de FILOSOFIA DA E.E.M. FRANCISCO HOLANDA MONTENEGRO

3º ano

05/09/2011

 
 

AULAS

 

  E.E.M. FRANCISCO HOLANDA MONTENEGRO

PROFESSORA_ MARIA BONFIM (KEULY)

TURMA -3º ANO

DISCIPLINA-FILOSOFIA

DATA 06/09/2011

- DADOS DA AULA  1 AULA–

ESTUDO PARA O ENEM

SIMULADO  COM 6 QUESTÕES



Escrito por keulybarbosa às 13h50
[] [envie esta mensagem] []


22/08/2011

 
 

AVALIAÇÃO

                                                    AVALIAÇÃO  PARCIAL

    E.E.M. FRANCISCO HOLANDA MONTENEGRO

PROFESSORA_ MARIA BONFIM (KEULY)

TURMA -3º ANO                  DATA 23/08/2011

DISCIPLINA-FILOSOFIA

                                              Observe as informações abaixo

Ideologia é um conjunto de idéias ou pensamentos de uma pessoa ou de um grupo de indivíduos. A ideologia pode estar ligada a ações políticas, econômicas e sociais.
O termo ideologia foi usado de forma marcante pelo filósofo Antoine Destutt de Tracy. 
O conceito de ideologia foi muito trabalhado pelo filósofo alemão Karl Marx, que ligava a ideologia aos sistemas teóricos (políticos, morais e sociais) criados pela classe social dominante. De acordo com Marx, a ideologia da classe dominante tinha como objetivo manter os mais ricos no controle da sociedade.
No século XX, varias ideologias se destacaram:
- Ideologia fascista: implantada na Itália e Alemanha, principalmente, nas décadas de 1930 e 1940. Possuía um caráter autoritário, expansionista e militarista.
- Ideologia comunista: implantada na Rússia e outros países (principalmente do leste europeu), após a Revolução Russa (1917). Visava a implantação de um sistema de igualdade social.
- Ideologia democrática: surgiu em Atenas, na Grécia Antiga, e possui como ideal a participação dos cidadãos na vida política.
- Ideologia capitalista: surgiu na Europa durante o Renascimento Comercial e Urbano (século XV). Ligada ao desenvolvimento da burguesia, visa o lucro e o acumulo de riquezas.
- Ideologia conservadora: idéias ligadas à manutenção dos valores morais e sociais da sociedade.
- Ideologia anarquista: defende a liberdade e a eliminação do estado e das formas de controle de poder.
- Ideologia nacionalista: exaltação e valorização da cultura do próprio país.

1-      REDIJA UM  ARTIGO DE OPINIÃO COM  20 LINHAS RELACIONANDO A QUE IDEOLOGIA A ATUAL SOCIEDADE  ESTÁ INSERIDA.



Escrito por keulybarbosa às 15h56
[] [envie esta mensagem] []


15/08/2011

 
 

8 MOTIVO PARA FAZER O ENEM

1. Serve como autoavaliação

2. É um “simulador” do vestibular

3. Integra a seleção para instituições de ensino superior

4. Pode se transformar em critério de seleção para futuros empregos

5. É obrigatório para quem quer tentar um bolsa no ProUni

6. Será um indicador de qualidade das escolas

7. É um avaliador interno das escolas

8. É um indicador da qualidade do Ensino Médio dos municípios e estados brasileiros

Fonte:Educar para crescer


Escrito por keulybarbosa às 12h57
[] [envie esta mensagem] []


14/08/2011

 
 

APRENDA SOBRE O ENEM

 AS ABILIDADES;

Competência de área 1 - Compreender os elementos culturais que constituem as identidades

H1 -
Interpretar historicamente e/ou geograficamente fontes documentais acerca de aspectos da cultura.
H2 - Analisar a produção da memória pelas sociedades humanas.
H3 - Associar as manifestações culturais do presente aos seus processos históricos.
H4 -
Comparar pontos de vista expressos em diferentes fontes sobre determinado aspecto da cultura.
H5 -
Identificar as manifestações ou representações da diversidade do patrimônio cultural e artístico em diferentes sociedades.

Competência de área 2 - Compreender as transformações dos espaços geográficos como produto das relações socioeconômicas e culturais de poder.

H6 - Interpretar diferentes representações gráficas e cartográficas dos espaços geográficos.
H7 -
Identificar os significados histórico-geográficos das relações de poder entre as nações.
H8 - Analisar a ação dos estados nacionais no que se refere à dinâmica dos fluxos populacionais e no enfrentamento de problemas de ordem econômico-social.
H9 -
Comparar o significado histórico-geográfico das organizações políticas e socioeconômicas em escala local, regional ou mundial.
H10 - Reconhecer a dinâmica da organização dos movimentos sociais e a importância da participação da coletividade na transformação da realidade histórico-geográfica.

Competência de área 3 - Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-as aos diferentes grupos, conflitos e movimentos sociais.

H11 -
Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço.
H12 -
Analisar o papel da justiça como instituição na organização das sociedades.
H13 -
Analisar a atuação dos movimentos sociais que contribuíram para mudanças ou rupturas em processos de disputa pelo poder.
H14 -
Comparar diferentes pontos de vista, presentes em textos analíticos e interpretativos, sobre situação ou fatos de natureza histórico-geográfica acerca das instituições sociais, políticas e econômicas.
H15 -
Avaliar criticamente conflitos culturais, sociais, políticos, econômicos ou ambientais ao longo da história.

Competência de área 4 - Entender as transformações técnicas e tecnológicas e seu impacto nos processos de produção, no desenvolvimento do conhecimento e na vida social.

H16 -
Identificar registros sobre o papel das técnicas e tecnologias na organização do trabalho e/ou da vida social.
H17 - Analisar fatores que explicam o impacto das novas tecnologias no processo de territorialização da produção.
H18 -
Analisar diferentes processos de produção ou circulação de riquezas e suas implicações sócio-espaciais.
H19 -
Reconhecer as transformações técnicas e tecnológicas que determinam as várias formas de uso e apropriação dos espaços rural e urbano.
H20 - Selecionar argumentos favoráveis ou contrários às modificações impostas pelas novas tecnologias à vida social e ao mundo do trabalho.

Competência de área 5 - Utilizar os conhecimentos históricos para compreender e valorizar os fundamentos da cidadania e da democracia, favorecendo uma atuação consciente do indivíduo na sociedade.

H21 - Identificar o papel dos meios de comunicação na construção da vida social.
H22 - Analisar as lutas sociais e conquistas obtidas no que se refere às mudanças nas legislações ou nas políticas públicas.
H23 -
Analisar a importância dos valores éticos na estruturação política das sociedades.
H24 - Relacionar cidadania e democracia na organização das sociedades.
H25
Identificar estratégias que promovam formas de inclusão social.

Competência de área 6 - Compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos.

H26 -
Identificar em fontes diversas o processo de ocupação dos meios físicos e as relações da vida humana com a paisagem.
H27 - Analisar de maneira crítica as interações da sociedade com o meio físico, levando em consideração aspectos históricos e(ou) geográficos.
H28 - Relacionar o uso das tecnologias com os impactos sócio-ambientais em diferentes contextos histórico-geográficos.
H29 - Reconhecer a função dos recursos naturais na produção do espaço geográfico, relacionando-os com as mudanças provocadas pelas ações humanas.
H30 - Avaliar as relações entre preservação e degradação da vida no planeta nas diferentes escalas.


Escrito por keulybarbosa às 19h03
[] [envie esta mensagem] []


31/07/2011

 
 

IDEOLOGIA

Termo tem vários significados em ciências sociais

Renato Cancian*

Divulgação

Cazuza trouxe o termo ideologia para a música pop

Nas ciências sociais, filosofia e áreas afins, o termo ideologia é empregado com muita freqüência. Em uma de suas canções, o músico e letrista brasileiro Cazuza fez uma crítica sagaz à ausência de uma ideologia para seguir nos tempos atuais.

O verso de Cazuza - "Ideologia. Eu quero uma pra viver" - pode ser nosso ponto de partida para perguntar: mas afinal, qual é o significado desse termo e como ele surgiu?

O conceito ideologia foi criado pelo francês Antoine Louis Claude Destutt de Tracy (1754-1836). Este filósofo o empregou pela primeira vez em seu livro "Elementos de Ideologia", de 1801. para designar o "estudo científico das idéias".

Destutt de Tracy usou alguns métodos e teorias das ciências naturais (física e biologia basicamente) para compreender a origem e a formação das idéias (razão, vontade, percepção, moral, entre outras) a partir da observação do indivíduo em interação com o meio ambiente.

                             MÚSICA    IDEOLOGIA

Ideologia Cazuza
Meu partido
É um coração partido
E as ilusões estão todas perdidas
Os meus sonhos foram todos vendidos
Tão barato que eu nem acredito
Eu nem acredito
Que aquele garoto que ia mudar o mundo
(Mudar o mundo)
Frequenta agora as festas do "Grand Monde"

Meus heróis morreram de overdose
Meus inimigos estão no poder
Ideologia
Eu quero uma pra viver
Ideologia
Eu quero uma pra viver

O meu prazer
Agora é risco de vida
Meu sex and drugs não tem nenhum rock 'n' roll
Eu vou pagar a conta do analista
Pra nunca mais ter que saber quem eu sou
Pois aquele garoto que ia mudar o mundo
(Mudar o mundo)
Agora assiste a tudo em cima do muro

Meus heróis morreram de overdose
Meus inimigos estão no poder
Ideologia
Eu quero uma pra viver
Ideologia
Eu quero uma pra viver

 


Escrito por keulybarbosa às 15h11
[] [envie esta mensagem] []


26/06/2011

 
 

Avaliação

AVALIAÇÃO GLOBAL DE FILOSOFIA 3º ANO

1.    A liberdade, como a saúde, requer:

a)    Tempo e cuidado

b)    Cultivo e vigilância

c)    Vigilância e tempo

d)    Cultivo e zelo

2.    Somos condicionados por uma série de fatores onde nossa vida se desenvolve entre:

a)    Escolher tudo que possível

b)    Limites zero e a não escolha

c)    Liberdade zero e uma liberdade infinita

d)    Escolha certa e escolha errada

3.    A liberdade física:

a)    Nos torna iguais em direitos

b)    Nos confere o direito de locomoção

c)    Nos dá a possibilidade de seguir a profissão

d)    Nos permite seguir o credo

4.    A liberdade é qualificada de acordo com o objeto a que se refere. Enumere sequencialmente:

a)    Física, profissional, jurídica, religiosa e política.

b)    Jurídica, física, profissional, política e religiosa.

c)    Física, política, jurídica, religiosa e profissional.

d)    Política, jurídica, física, profissional e religiosa.

5.    Somos todos livres, mas existem entraves criados pelo próprio homem. Mas a restrições, a liberdade também são criados por:

a)    Política e homem

b)    Escola e família

c)    Organização social e escola

d)    Organização social e política

 


Escrito por keulybarbosa às 18h57
[] [envie esta mensagem] []


29/05/2011

 
 

ETICA E MORAL

A confusão que acontece entre as palavras Moral e Ética existem há muitos séculos. A própria etimologia destes termos gera confusão, sendo que ÉMoral é um conjunto de normas que regulam o comportamento do homem em sociedade, e estas normas são adquiridas pela educação, pela tradição e pelo cotidiano. Durkheim explicava Moral como a “ciência dos costumes”, sendo algo anterior a própria sociedade. A Moral tem caráter obrigatório.

Já a palavra Ética, Motta (1984) defini como um “conjunto de valores que orientam o comportamento do homem em relação aos outros homens na sociedade em que vive, garantindo, outrossim, o bem-estar social”, ou seja, Ética é a forma que o homem deve se comportar no seu meio social.

A Moral, afinal, não é somente um ato individual, pois as pessoas são, por natureza, seres sociais, assim percebe-se que a Moral também é um empreendimento social. E esses atos morais, quando realizados por livre participação da pessoa, são aceitas, voluntariamente.

Enfim, Ética e Moral são os maiores valores do homem livre. Ambos significam "respeitar e venerar a vida".  O homem, com seu livre arbítrio, vai formando seu meio ambiente ou o destruindo, ou ele apóia a natureza e suas criaturas ou ele subjuga tudo que pode dominar, e assim ele mesmo se torna no bem ou no mal deste planeta. Deste modo, Ética e a Moral se formam numa mesma realidade.




Escrito por keulybarbosa às 21h09
[] [envie esta mensagem] []


23/05/2011

 
 

AVALIAÇÃO PARCIAL

                             Avaliação de filosofia 3º ano

(1) A consciência apresenta vários graus e níveis de clareza e concentração sendo que todos unidos e em continua integração os quais são simultaneamente:

(a) Foco da consciência, subconsciente e o inconsciente.   

(b) Inconsciente, subconsciente e moral.

(c) Subconsciente, inconsciente, foco da consciência.

(d) Moral, inconsciente e subconsciente.

(2) A capacidade que o homem tem de julgar suas seções, decidindo entre o bem e mal damos o nome de:

(a) Consciência psicológica

(b) Subjetividade

(c) Consciência moral

(d) Estado crepuscular.

(3) Segundo Karl Marx “os homens fazem sua própria história, mas não fazem como querem, não fazem sob circunstâncias de sua escolha e sim sob aqueles que se defrontam diretamente”.

(a) Somos capazes de escolher nossa historia sem considerar contexto social em que vivemos.

(b) O homem pode escolher seu caminho na vida, mas dentro das limitações impostos pelas circunstâncias.

(c) O ser humano é capaz de fazer sua história sozinho.

(d) Temos a capacidade de escolher nossa vida sem liberdade.

(4) Paulo perdeu a consciência o que significa “perder a consciência”.

(a) Perder o sentimento da existência de nós mesmos.

(b) Perder a moral

(c) Perder a ética

(d) Perder a liberdade

(5) Observe a figura baseada na consciência psicológica e moral. Apresente a moral da história no seu ponto de vista.                       

 


Escrito por keulybarbosa às 18h53
[] [envie esta mensagem] []


02/05/2011

 
 

consciência


Escrito por keulybarbosa às 18h28
[] [envie esta mensagem] []



 
 

consciência

                              O HOMEM, UM SER CONSCIENTE

O termo consciência é de uso freqüente da linguagem diária.

 Perde a consciência e perder o sentimento da existência de nos mesmos e do mundo. Quando estamos despertos, esse sentimento acompanha todos os nossos atos. Tratasse da consciência psicológica, que é o conhecimento de nos mesmos. Portanto, a consciência psicológica se estende á experiência do meio em que vivemos.


Escrito por keulybarbosa às 18h26
[] [envie esta mensagem] []



 
 

consciência

. A consciência psicológica revela, pois, quem somos o que fazemos e que mundo nos rodeia.

Consciência moral, aquele pensamento anterior que nos orienta, de maneira pessoal, sobre o que devemos fazer em determinada situação. Antes da ação e consciência moral emite seu juízo como uma voz que aconselha ou proíbe.

A consciência psicológica e a consciência moral estão relacionadas. Na realidade, se o problema moral se estabelece para o homem é por que, inicialmente, ele tem consciência psicológica. A consciência moral, portanto, pressupõe a consciência psicológica.     


Escrito por keulybarbosa às 18h23
[] [envie esta mensagem] []


03/04/2011

 
 

CULTURA MATERIAL

   A Cultura material consiste em todo tipo de utensílios produzidos em uma sociedada, ferramentas, instrumentos, máquinas, hábitos alimentares, etc.e tem uma relação direta com o estilo de vida dessa sociedade.

  No interior do nordeste, por exemplo, o estilo de vida está relacionado com a produção de mandioca e de macaxeira, de inhame e de outros frutos da terra na manifestação de cultura material, bonecos de barro do artesanato de caruru, em Pernambuco, representando trio de músicos de forró.

                                CULTURA NÃO MATERIAL

A Cultura não material, em contrapartida, abrange todos os aspectos morais e intelectuais da sociedade, tais como:normas sociais, religião, artes, literatura, folclore, etc. A música por exemplo, tanto a erudita quanto a popular, faz parte da cultura não material.


Escrito por keulybarbosa às 17h52
[] [envie esta mensagem] []


29/03/2011

 
 

IDENTIDADE CULTURAL

 Cada sociedade elabora sua própria cultura ao longo do tempo e da sua história e, a não ser que se trate de um grupoem condições de isolamentento social, recebe a influência de outras culturas. Todas as sociedades, desde as mais simples até as mais complexas, tem sua própria cultura. Não há sociedade sem cultura.

 A Cultura pode ser definida como um estilo de vida próprio, um modo de vida particular que todas as sociedades desenvolvem e que caracteriza cada uma delas, Assim, os indivíduos que compartilham a mesma cultura apresentam o que se chama de identidade cultural.É essa identidade cultural que faz com que uma pessoa se sinta pertecento ao um grupo, é por meio dela que se desenvolve o sentido de pertencimento a uma comunidade, a uma sociedade, a uma nação,a uma cultura.


Escrito por keulybarbosa às 23h28
[] [envie esta mensagem] []


21/03/2011

 
 

Revisão

     Assuntos estudados:

O NASCIMENTO DA FILOSOFIA

DIVISÃO E SUBDIVISÃO DA FILOSOFIA

 

                                              Data 15|03|2011


Escrito por keulybarbosa às 20h49
[] [envie esta mensagem] []


10/03/2011

 
 

mítico

mítico

 

   - O Conhecimento mítico - É o saber que a pessoa recebe pela  fé, pela confiança que tem alguma força ou pessoa superior a ela. Nele se fundamenta  a religião . Aceitam-se as afirmações sem discuti-las ou questioná-las, pela crença no transmissor da mensagem.Esse conhecimento não requer maiores provas intelectuais e vai desde as ingênuas explicações ou simples esclarecimentos de um ministro religioso ou benzedor popular sobre os eventos particulares como por exemplo (a Aids é castigo de DEUS).

   - O Conhecimento filosófico - Destingui-se do pensamento mítico porque é fruto da capacidade do intelecto humano de procurar as causas mais profundas de todas. Nao é um pensamento só científico porque vai além da ciência, discutindo as causas de tudo de um modo não mensurável. Nesse aspecto o pensamento filosófico debate tudo, até a própria ciência e o próprio mito. É que o pensamento filosófico se dá o direito de analisar o ENTE (tudo que existe no concreto e na imaginação), de questioná-lo, de perfurá-lo até chegar ao seu núcleo  de transpassá-lo para localizar suas causas, de pensar e pesar as consequências de sua existência e etc.

  • O pensamento mítico estuda o que o santo é para a pessoa, que proteção sobrenatural traz a ela;
  • O pensamento científico estuda o material da estátua, peso, dimensões, efeitos físicos e psíquicos;
  • O pensamento filosófico estuda as causas da "estátua de santo": causa eficiente (identificação de que produzem um fenômeno): quem fez, de onde veio. Causa material identifica os elementos do ser: é de gesso? bronze? madeira?; causa final (os fins da existência do ser): para que finalidade? Causa formal (identifica o modo, o formato como apresenta).

O pensamento filosófico é o conjunto das respostas que a mente humana encontra para todas as perguntas existentes.


Escrito por keulybarbosa às 18h24
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   





Histórico
Categorias
  Todas as mensagens
  planejamento
  1º ano
  2º ano
  3º ano
  HISTÓRIA 1º ANO C



OUTROS SITES
    UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
  abra a sua mente
  periodos da história
  PORTAL BRASILEIRO DA FILOSOFIA
  JOGOS DE FILOSOFIA
  Tomás de Aquino


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog